Renomados chefs levam cor e sabor para a cidade de Goiás

04/09/2015 | Fonte: Goiás Agora

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Em plena Semana da Pátria – quando se comemora a Independência do Brasil – a cidade de Goiás vai receber mais uma edição do Circuito Gastronômico Goiás, idealizado pela Goiás Turismo. De 4 a 7 de setembro, desembarca na antiga capital do Estado um seleto time de chefs, baristas, sommeliers e demais especialistas na arte de criar verdadeiras delícias na cozinha, tendo como objetivo promover o intercâmbio cultural e de conhecimentos relativos à alta culinária. Para este ano foram selecionados 16 chefs de renome nacional, internacional e de prestígio local; além de profissionais que se especializaram no preparo de drinks (mixologista), cafés (barista) e na degustação de vinhos (sommelier). Confira abaixo um breve currículo de cada um dos convidados.

São destaques desta edição os chefs Guga Rocha, Jimmy McManis e Paula Labaki, dentre outros. Guga Rocha ficou nacionalmente conhecido ao se tornar um dos finalistas do programa Super Chef. Hoje está à frente do programa Homens Gourmet, do canal FoxLife. Já Jimmy McManis empresta suas habilidades culinárias para o programa Mais Você, da Rede Globo, onde sai em busca de ingredientes e receitas exóticas. E Paula Labaki que foi escolhida para ser consultora do programa Master Chef Brasil.

Programação

Sábado e domingo, dias 5 e 6, o Festival tem início às 9 horas e segue durante todo o dia com a realização das aulas show dos 18 participantes convidados. Durante todo o dia, o público terá acesso às delícias dos produtores locais, comercializadas na Feira Gastronômica. No entanto, a Vila Gastronômica, que abriga os dez restaurantes selecionados, pode ser visitada das 19 às 23 horas. Este ano, a Vila ganhou um espaço voltado para vinhos e cervejas artesanais.

O evento será encerrado na segunda-feira, dia 7, com o oferecimento do tradicional Almoço de Folia – que consiste em servir gratuitamente à população uma refeição regional e repleta de sabor goiano. São esperadas cerca de 600 pessoas para este almoço. Para esta edição também foi criado um Espaço Kids, com programação especialmente elaborada para entreter as crianças presentes. Aos interessados em assistir às aulas show, são oferecidas 200 vagas em cada uma delas. A inscrição é feita no dia do evento, com um pouco de antecedência, até o limite de vagas.

Sábado (05/09)

09:30 – 10:45 Café da manhã funcional – Chef Nayana Caetano
11:00 – 12:45 Cozinhando com Amor, Disciplina e Coração – Chef Rodrigo Martins
14:00 – 15:15 Técnicas Modernas para pratos clássicos: A Tecnologia a favor de uma cozinha moderna com sabores antigos! – Chef Paula Labaki
15:30 – 16:45 Oficina Senac – Cozinha Afrodisíaca: aroma, sabores e prazeres! – Chef Willian Carvalho
17:00 – 18.15 Ação Coreto refrescante – Chef Tati Mendes
18:30 – 19:45 Cozinha Viva Vila Boa e seus conceitos - Chef Humberto Marra
20:00 – 24:00

Ação vilaboense: tradição e continuidade em seu jeito de receber! – Ação com os restaurantes da cidade.

Domingo (06/09)

09:00 – 10:15 Mesa Redonda: Projeto Mulheres Coralinas– Profª Ebe Lima, Caio Jardim, Chef Aloisio Godinho, Chef Humberto Marra
10:35 – 11:20 Café filtrado e seus vários métodos - Barista Sandra Martins
11:30 – 12:45 A expertise na montagem de um restaurante, com conceitos modernos até a finalização do seu prato ao cliente – Chef Marco Soares
14:00 – 15:30 Cozinha Sublime – Chef Ricardo Arriel
16:00 – 17:15 A doce paixão pelo nosso chão – Chef Guga Rocha
17:30 – 18:45 Recheios em prosa – Chefs Aloisio Godinho e André Barros
19:00 – 20:30 Porquinho desfiado em 3 versões de roupa – Chef Jimmy Mcmanis (Ogro Jimmy)
19:00 -20:00 Ação vilaboense: tradição e continuidade em seu jeito de receber! – Ação com os restaurantes da cidade.

Segunda (07/09)

A partir das 9:00

Sabores sobre a infância: momento para as crianças – Chef Marcella Fernandes

10:00 – 11:15 Ca & Ca: Técnica e tradição em carnes e cachaças! – Chef Thiago Miguel e Mixologista Laércio Zulu
12:30 Folia em Vila Boa e o Almoço de encerramento show com comida tradicional de folia sob o comando das Banqueteiras de Goiás irmãs Martins e toda sua expertise em culinária regional e grandes banquetes

Conheça um pouco sobre a trajetória profissional e sensorial dos chefs participantes:

1. André Barros: Natural de Rio Verde, interior goiano, o chef André Barros escolheu os Estados Unidos para fazer sua incursão culinária nos anos 90, mais precisamente na cidade de Boston. Lá, teve oportunidade de integrar equipes das conceituadas chefs norte-americanas Lydia Shire – à frente do BIBA; e Julia Brant, que comanda o Club Café. De volta ao solo brasileiro, André Barros foi convidado a criar o menu dos restaurantes Naturalle, Tabarco, Belisquê e Malaui.

2. Humberto Marra: O chef goiano Humberto Marra ingressou na gastronomia de forma autônoma e autoditada há 23 anos. Para enriquecer seu repertório gourmet, Humberto compôs equipes de importantes restaurantes ao redor do mundo como Nova Iorque, Amsterdam, São Paulo e Goiânia. O chef tem se dedicado a fortalecer e divulgar a riqueza gastronômica do Cerrado ao promover importantes eventos como o festival Nossa Pitada. Atualmente, Humberto Marra se divide entre a realização das feiras gastronômicas Nossa Pitada, presta consultoria a diversos estabelecimentos comerciais e ainda trabalha como assessor do Instituto de Assessoria ao Desenvolvimento Humano.

3. Tiago Miguel: Formado em Gastronomia pelo Senac de São Paulo, o chef Tiago Miguel ingressou nas cozinhas profissionais ainda na capital paulista, onde foi confeiteiro do Hotel Emiliano, chef de massas no Kaá, e chef de cozinha no Beato. Também atuou como consultor da Hamburgueria Buddies, antes de se mudar para Goiânia em 2014 e chefiar a cozinha do badalado Café de La Musique. Hoje, Tiago Miguel é o nome por trás das delícias preparadas no Casa Oliva, recém inaugurado em Goiânia. Apaixonado pelos ingredientes da terra e por técnicas tradicionais, o chef se destaca pela sua formação franco-italiana clássica, e pelo forte apelo artesanal e de frescor de seus pratos.

4. Marcella Fernandes: Natural de Goiânia, a chef Marcella Fernandes buscou se aprofundar nos conhecimentos culinários desde cedo, ao estudar Engenharia de Alimentos, Gastronomia e Nutrição. Trabalhou no Departamento de Alimentação Escolar, e há cinco anos é consultora de segurança alimentar e nutricional da Pinole. Marcella tem como marca registrada a combinação de técnicas tipicamente mineiras, combinados harmoniosamente com ingredientes do Cerrado e da Zona da Mata.

5. Ricardo Arriel: O chocolatier, pâtissier e consultor Ricardo Arriel soma quase duas décadas de experiência profissional. Incansável na busca pela perfeição culinária, já rodou o mundo colhendo novas receitas, técnicas e dicas com os melhores chefs chocolateiros da Bélgica, Argentina, França, Suíça, Chile e Portugal. Premiadíssimo na área, Ricardo Arriel acaba de chegar de sua recente incursão à França, onde esteve em busca de inspiração para novas delícias.

6. Willian Carvalho: A formação inicial do chef Willian Carvalho em farmácia bioquímica o conferiu um toque todo especial na forma como comanda suas panelas. A transição do laboratório para a cozinha veio acompanhada do curso de Gastronomia e da conquista de diversos prêmios como o da Tramontina e SóCoco. Suas receitas já foram levadas para livros culinários e hoje, seus ensinamentos enriquecem o repertório de jovens chefs do Senac e da Puc – Goiás, instituições onde leciona. O chef é um dos grandes defensores da cozinha brasileira, com um toque todo contemporâneo.

7. Aloísio Godinho: A paixão do chef Aloísio Godinho pela gastronomia foi despertada desde cedo, quando ainda criança onde cresceu envolto por panelas e tachos na antiga capital de Goiás. Aos 25 anos, escolheu a Itália para desvendar os segredos das trattorias e as tradicionais massas. Em 2000, Aloísio Godinho retomou suas origens ao retornar para sua terra natal e abrir o Restaurante Goiás, idealizado para atender aos apreciadores da culinária tradicional goiana, com toques modernos influenciados pelas suas experiências anteriores.

8. Guga Rocha: O chef Guga Rocha ficou nacionalmente conhecido após ter sido finalista do programa Super Chef, da Rede Globo. Porém poucos sabem que sua incursão pela cozinha veio muito antes disso, ainda na infância, quando se interessou por aprender os segredos da confeitaria francesa, revelados pela sua avó Edla Ramalho. Já como profissional, Guga Rocha teve a oportunidade de trabalhar ao lado de grandes nomes da gastronomia como Cacau Ribeiro, Laurent Suaudeau e Volmar Zocche. Inquieto, o chef conduziu uma vasta pesquisa sobre a culinária dos Quilombos brasileiros, trabalho este que lhe rendeu um site sobre o tema “Sabor Quilombola”, onde estão reunidas 150 receitas da cultura afro. Atualmente, você pode vê-lo à frente do programa Homens Gourmet, do canal FoxLife, ou na Tv Record, onde ele ocupa o lugar de chef do Programa da Tarde.

9. Jimmy McManis: Exótico, o norte-americano Jimmy McManis é um dos fundadores da Ogrostonomia – vertente culinária que preza pela qualidade dos ingredientes e pelas histórias contidas em cada uma das receitas. No Programa Mais Você, da Rede Globo, Jimmy McManis viaja pelo Brasil em busca de pratos, receitas e ingredientes inusitados, sempre propondo novas maneiras de se preparar pratos clássicos da culinária popular.

10. Marco Soares: A experiência profissional do chef Marco Soares é tão vasta quando as cidades e cozinhas que já integrou mundo afora. Carioca criado em Minas Gerais, Marco Soares iniciou sua incursão pela gastronomia na Ilha da Madeira, nos anos 80. Desde então, o chef já fez várias incursões por restaurantes variados que enriqueceram seu repertório, passando pela alta gastronomia francesa, chegando a renomados hoteis em solo brasileiro. Marco Soares trabalhou ao lado do chef Patrick Ferry, no Sofitel e da chef Janaina Rueda, no aglamado Bar da Dona Onça, ambos em São Paulo capital. Atualmente, assina o menu do Kabanas, em Goiânia.

11. Paula Labaki: A chef Paula Labaki conquistou os paladares mais exigentes à frente do Catering Lena Labaki – que presta serviços culinários para grandes festas e eventos diversos como a montagem do menu para atender a celebridades como André Rieu, Julios Iglesias, ou mesmo os artistas do Cirque du Soleil. Foi a chef escolhida para prestar a Consultoria Gastronômica do Reality MasterChef Brasil. Paula Labaki é a única chef brasileira a integrar o grupo internacional de estudos gastronômicos na América Latina. Junto a profissionais do Peru, Argentina, Uruguaia e Chile ela compõe o Chefs de Sud America, que idealiza festivais gastronômicos por todo o continente americano.

12. Nayana Caetano: A chef Nayana Caetano escolheu a gastronomia com forma de proporcionar melhor qualidade de vida e mais sabor à vida das pessoas. Portanto, em sua cozinha, sempre são utilizados ingredientes orgânicos, integrais e veganos, combinados a técnicas culinárias primorosas. Como resultado, seus pratos são ricos em sabor e aroma, proporcionando um verdadeiro deleite àqueles que o saboreiam. Sua carreira teve início na cidade italiana de Firenze no ano 2000. Desde então, já integrou importantes cozinhas em cidades como Pirenópolis, Brasília, Visconde de Mauá, Paraty e na capital Goiânia, onde teve a honra de servir o ícone do rock, Paul McCartney.

13. Tatiana Mendes: A chef Tatiana Mendes, após formar-se em Gastronomia, correu o mundo em busca de aprimoramento. No Canadá, ela se especializou em chocolateria e gastronomia infantil, no Institut de Tourisme et d´Hotellerie de Quebec. Em Portugal, se aprofundou nos segredos da culinária típica portuguesa e em Paris aprendeu as técnicas aprimoradas da confeitaria francesa. Atualmente, ela se dedica ao projeto Em busca da garfada perfeita, onde divide as experiências vividas nos 21 países que visitou enquanto fez um tour gastronômico por conta própria.

14. Rodrigo Martins: O chef é o nome por trás do menu de locais como Ateliê do Grão, Velvet 36 e Tribo do Açaí, em Goiânia, mas também integra a equipe do The MeatPack House em Curitiba e do MB Mercearia Brasileira by Manu Buffara. Convive com a cozinha desde a década de 80, quando seu pai abriu o Piter Bar, em Londrina, no Paraná. De lá para cá, já passou por grandes cozinhas, como a do Chef Laurent Suaudeau, e ainda conquistou a melhor colocação nacional no concurso Bocuse D´Or, atuando como assistente do Chef Naim.

15. Ebe Lima: Coordenadora do projeto Mulheres Coralinas, a professora da área de Letras, com atuação como pesquisadora da PUC Rio, coordena o projeto que visa capacitar cerca de 30 mulheres na área gastronômica, tendo como foco principal o resgate de receitas tradicionais da Cidade de Goiás. Enquanto testam suas habilidades culinárias, ainda têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a vida e obra da poetisa mestra da região, Cora Coralina.

Barista

16. Sandra Martins: Sandra Martins é a barista por trás da marca Originalle Café. Seu interesse pela bebida preferida dos brasileiros, o café, remonta suas origens de produtora agrícola no Sul de Minas. Especialista na bebida, Sandra Martins conhece todos os processos que envolvem desde a produção do café ao seu preparo, de diferentes formas e combinações inusitadas.

Sommelier

17. Felipe Prigol: O sommelier Felipe Prigol é certificado pela Wine&Spirit Education Trust. Atualmente, ele é sócio-proprietário da MyWinery, seleta adega na capital Goiânia. Felipe atual por oito anos em grandes redes hoteleiras britânicas como Mariott, Q Hotels e Thistle. Por dois anos, ele ocupou o cargo de Gerente de Alimentos e Bebidas do Hotel H10 Waterloo, em Londres.

18. Anir Caetano: O sommelier e produtor de uvas é integrante de família pioneira na viticultura em Goiás e também na produção do suco de uva integral. Com sua habilidade e técnicas aplicadas ao cultivo de videiras em clima tropical, Anir Caetano ocupa hoje a vice presidência da Comissão de Fruticultura da Faeg.

Mixologista

19. Laércio Silva Zulu: O bartender Laércio Silva, mais conhecido por Zulú, é o atual campeão do World Class Diageo Brasil, e já representou o país na etapa final do Mundial de Bartenders, em Londres. Toda a sua experiência na arte da coquetelaria vem da sua atuação atrás dos principais balcões de bares paulistanos como o Noh Bar e o La Maison est Tombée. Zulú é reconhecido por utilizar técnicas modernas no preparo de drinks, como a carbonização, envelhecimento e defumação, combinadas ao sabor de ingredientes e bebidas tipicamente brasileiras, como a cachaça.