Seletiva brasileira do Bocuse D'Or

26/08/2015 | Fonte: Guia Food Service

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Durante o Sirha Rio, a GL events realizará a primeira seletiva brasileira do Bocuse D’Or, considerado o mais prestigioso concurso culinário de alta gastronomia do mundo, nos dias 15 e 16 de outubro. O vencedor, escolhido entre oito chefs profissionais, vai representar o país na etapa latino-americana da competição no México, em 2016. De lá, sairão três nomes para a final na próxima edição do Sirha Lyon, em 2017.

Criado em 1987 por Paul Bocuse, o Bocuse D’Or reúne a cada dois anos, em Lyon, 24 jovens chefs dos cinco continentes. Alguns deles estão entre os mais brilhantes talentos de suas gerações. Os finalistas são determinados após dezoito meses de etapas seletivas, em 63 países. Mais que uma mera competição, oBocuse D’Or é um verdadeiro show de talentos da gastronomia vindos do mundo todo. Considerado inovador desde sua criação, foi o primeiro concurso em que os candidatos preparavam o prato ao vivo, em frente à plateia e aos jurados. O primeiro lugar nas Américas em que Bocuse colocou seu nome foi no carioca Hotel Meridien, quando Laurent aceitou o convite para representar seu mestre aqui.

Os oito candidatos – Alex Sotero (SP), Bruno Rappel (DF), Camilo Portugal (RJ), Gabriel Daniel (SP), Giovanna Grossi (AL), Gustavo Maragna (DF), Halles Willians (RJ) e Luiz Filipe de Azevedo (SP) – foram escolhidos por Laurent Suaudeau, presidente do Bocuse D’Or Brasil, e seu comitê.

Candidatos com seus ajudantes. Camilo Portugal (RJ), Halles Willians (RJ) e Giovanna Grossi (AL)

Entre os nomes escolhidos para o Comitê estão os chefs Marcelo Fernandes, Marcelo Pinheiro, Victor Rodrigues, David Jorbet, Bruno Hamad e Andrews Valentim. Além de auxiliar na escolha dos candidatos, o grupo participará ativamente do treinamento e, durante as provas, atuarão como fiscais e treinarão o vencedor para a etapa mexicana.

Presidido pelo chef Alex Atala (DOM e Dalva & Dito), o júri contará com mais oito nomes. São eles: Tsuyoshi Murakami (chef do Kinoshita, em São Paulo), Jefferson Rueda (Attimo e Casa do Porco, São Paulo), Didier Labbé (chef executivo do Grupo Troisgros Brasil, Rio de Janeiro), Pascal Jolly (Chez L’Ami Martin, Rio de Janeiro), Roberta Sudbrack (Roberta Sudbrack, Rio de Janeiro), André Soares (Hotel Saint Andrews, Gramado), Paolo Lavezzini (Fasano Al Mare, Rio de Janeiro) e Emmanuel Bassoleil (Skye, São Paulo).

Como processo seletivo, os candidatos tiveram que criar uma receita para cada tema do concurso: carne (miolo de alcatra com acompanhamento de ora-pro-nóbis) e peixe (pescadinha com acompanhamento de chuchu). Depois da elaboração da ficha técnica e modo de preparo, os concorrentes fotografaram o prato. Nos dias do Sirha Rio, cada chef terá cinco horas e 35 minutos para preparar suas receitas ao vivo para avaliação.

O Brasil já participou nove vezes da final do concurso, desde sua criação, nos anos de 1989, 1995, 1997, 1999, 2001, 2003, 2007, 2009, 2013. Desta vez, o país terá uma oportunidade excepcional para valorizar sua herança culinária, reforçar a crescente reputação de sua cozinha e mostrar a qualidade de seus talentos gastronômicos, técnica e criatividade.

Sirha Rio

Somente para profissionais e estudantes dos setores de gastronomia e hotelaria;

Entrada gratuita (credenciamento no sirha-rio.com);

Entrada gratuita para imprensa com convite ou cartão de imprensa;

Centro de Convenções SulAmérica – Av. Paulo de Frontin, 1 – Cidade Nova – Centro – RJ

De 14 a 16 de outubro de 2015, das 10h às 19h

Acesse:

Sirha Rio – sirha-rio.com | Facebook – www.facebook.com/sirhario | Instagram – instagram.com/sirhario

Pelo: Embarque na viajem.

- See more at: http://www.guiafoodservice.com.br/index.php?pg=noticia¬iciaid=524#sthash.5YUYj6Uk.dpuf