Chef amazonense representará o AM no Sirha Rio, maior evento de gastronomia do mundo

11/09/2016 | Fonte: A Crítica /Online

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Uma chef amazonense será a única representante do Estado no Sirha Rio, maior evento de gastronomia, hotelaria e foodservice do mundo. Maria do Céu Athayde estará entre os grandes nomes da cozinha brasileira no júri do Bocuse d’Or , concurso internacional da programação. A diversidade brasileira estará no menu da disputa, o que inclui o tema Amazônia, assim como na receita que ela compartilha com os leitores de A Crítica.

Criado na França, o Bocuse d’Or é um concurso de alta gastronomia, reconhecido mundialmente. “A responsabilidade é muito grande! Nós, profissionais que fomos escolhidos para este mister, temos que estar em dia com as tendências do mercado e principalmente estar atentos as técnicas de trabalho utilizadas pelo candidato e, sobretudo, observar se o candidato cumpriu na integra o que o regulamento pediu”, explica Maria .

Nesta edição, o desafio de oito candidatos da disputa será mostrar para a jurada amazonense muito além de uma boa receita. “Humildade e determinação são as palavras-chave! Dedicação ao treinamento do prato que será apresentado, pois é preciso testar se os produtos harmonizam entre si, cronometrar tempo de preparação, modo de apresentação e organização da bancada de trabalho. Estes concursos exigem, no mínimo, seis meses de treinamento intensivo dos participantes”, comenta.

Regional

Os sabores amazônicos são a essência da pesquisa e do trabalho culinário de Maria do Céu Athayde. “Comecei a cozinhar ainda criança. Meu pai nos levava sempre ao mercado Adolpho Lisboa. Ali desenvolvi o gosto pela arte de preparar alimentos com a nossa matéria-prima regional. Comecei a conhecer a identidade de cada produto através de seus aromas e sabores. Sempre tive curiosidade de saber a origem dos pratos de nossa gastronomia, então me dediquei ao estudo e a pesquisa”, lembra.

A culinária paraense também têm forte influência nas panelas dela, que morou 18 anos em Belém (PA). “Com o passar do tempo fui observando que eles valorizam muito a sua cultura alimentar e fazem questão de preservá-la. Isso me influenciou de forma muito positiva, pois embora tenhamos hábitos parecidos, existem diferenças em aromas e sabores nas nossas preparações, o que deve ser respeitado e valorizado”, afirma a chef.

Um dos destaques de seu menu é o “Surubim ao Molho Floresta”, prato criado para servir de entrada e que ela ensina a receita aqui.

Receita

Ingredientes

01 k de filé de Surubim

50 ml de suco de limão

Sal a gosto.

Farinha de rosca em flocos.

100 g de castanha da Amazônia ralada

Molho

100 ml de azeite de oliva

250 g de tomate

01 cebola roxa ralada

01 maço de cebolinha verde bem picada

O1 folha de chicória

Sal a gosto

Preparo

1.Limpar os filés de Surubim, lavar com água corrente e suco de limão. 2. Deixar escorrer. Temperar com sal. Untar os filés com azeite e reservar. 3. Misturar a farinha de rosca com a castanha ralada 4. Empanar os filés de surubim 5. Colocar numa grelha untada sobre uma assadeira. Assar por 10 minutos em forno quente. (250º) 6. Deixar amornar um pouco e colocar sobre a tábua. 7. Cortar em pedaços no tamanho desejado 8. Enfiar um palito e arrumar no prato 9. Com uma tigelinha de molho do lado.

Molho

1.Emulsionar 50 ml do azeite com suco de limão. 2. Acrescentar cebolinha, temperar com sal. 3. Adicionar a cebola e deixar marinar por 1 hora 4. Aquecer 50 ml do azeite restante 5. Refogar os tomates picados sem pele e sem sementes. Acrescentar a emulsão de azeite com cebola. 6. Refogar em fogo baixo com a panela tampada 7. Temperar com sal e retirar do fogo 8. Acrescentar a folha de chicória rasgada e tampar a panela por 2 minutos. 9. Servir o molho em pequenas tigelas.

Jurados de renome

Realizado na capital carioca em outubro, o Sirha Rio tem como presidente o renomado chef Claude Troisgros e direção geral da francesa Marie-Odile Fondeur. “É uma oportunidade para conhecer as novidades em produtos e serviços e para investir em network, já que estarão presentes os principais nomes e marcas do mercado”, diz Maria do Céu.

A programação conta com o concurso “Bocuse d’Or”, fundado há trinta anos pelo lendário chef Paul Bocuse. O júri desta edição é presidido pelo franco-canadense Normand Laprise. Outro destaque é a chef Giovanna Grossi, finalista do concurso que agora avalia os colegas na etapa regional. Além de Maria do Céu Athayde, completam o corpo de jurados Leo Paixão, Manu Buffara, Agenor Maia e Geovane Carneiro.

Os chefs Thomas Troisgros e Laurent Suaudeau coordenam o concurso realizado no Brasil.