Sirha Rio traz concurso de gastronomia para o Riocentro

03/10/2016 | Fonte: O Globo Online / BR

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Etapas regionais Bocuse d'Or e Coupe du Monde de la Pâtisserie serão decididas na ocasião.

De terça a quinta-feira da semana que vem será realizada a segunda edição brasileira do Sirha, maior evento de gastronomia, hotelaria e food service do mundo. O palco, que vai receber um público estimado em 12 mil pessoas, é o Pavilhão 4 do Riocentro, e entre as atrações estão as seletivas regionais dos concursos Bocuse d'Or; de gastronomia; e Coupe du Monde de la Pâtisserie; de confeitaria.

Nesta segunda vez no país, o evento traz mudanças, principalmente em sua estrutura, montada num espaço 60% maior que o da edição anterior. Com isso, seus organizadores reúnem mais expositores e, esperam, um número maior de visitantes. O crescimento foi embalado pelo sucesso do ano passado, explica Claude Troisgros, presidente do Sirha Rio:

O Sirha 2015 foi incrível. Não esperávamos tanto público e, quando vi o sucesso, chorei. Agora, será ainda mais grandioso, em um lugar maior e com várias mudanças. Teremos mais expositores, para descobrirmos novas tendências e produtos.

Além dos concursos internacionais, o evento incluirá o maior encontro de enogastronomia do país, com duas oficinas de degustação e dez aulas de gastronomia promovidas pela revista Mesa ao Vivo. Também haverá seminário sobre os mercados de gastronomia e hotelaria e um espaço de exposição destinado a pequenos produtores de 15 estados do país. A exposição dará ênfase a alimentos orgânicos e sustentáveis.

Segundo a diretora da Fagga, empresa responsável por produzir o Sirha no Rio, o principal objetivo é promover o encontro entre pessoas interessadas em acompanhar as tendências do segmento:

Estamos felizes por promover um evento 100% business to business, principalmente pela qualidade do público que esperamos receber.

Assim como o Brasil, México, Suíça, Hungria, Turquia e França também recebem suas edições do Sirha, sendo a cidade francesa de Lyon o berço do evento. É lá que acontece a grande final do Bocuse dOr, sempre de dois em dois anos. Em 2017, o concurso chega à sua terceira década com uma vitória para a gastronomia brasileira. Pela primeira vez um chef do Brasil está entre os classificados para a final mundial: a alagoana Giovanna Grossi concorre ao título com mais 23 chefs de todo o planeta.

Entre os oito selecionados para a etapa regional no Rio está Rubens Gonçalo, chef executivo do restaurante do Hotel Pestana, situado na Avenida Lucio Costa. O profissional terá pouco mais de duas horas para preparar uma receita com pernil de cordeiro proteína exigida pelos organizadores. Sua participação é um sonho realizado: em 2015, Gonçalo participou do festival apenas como espectador.

Estou muito esperançoso e com uma enorme expectativa. Espero fazer meu melhor na frente do júri diz o chef.

Se for classificado, ele voltará ao Sirha em 2017 para disputar a fase nacional do concurso. Depois, será preciso derrotar candidatos de todo o continente no México para disputar a almejada final do Bocuse dOr em Lyon. Entre os quesitos julgados por uma equipe presidida por Thomas Troisgros, Laurent Suaudeau e Normand Laprise estarão apresentação do prato e degustação.

Outro concurso cuja etapa regional será disputada no Sirha Rio é a Coupe de Monde de La Pâtisserie. Os chefs Philippe Brye e Flávia Quaresma são presidentes do júri. Nessa disputa, oito confeiteiros tentam mostrar que são os melhores na arte de fazer uma torta com referências brasileiras e uma sobremesa que leve chocolate e frutas nacionais.

A doceria não é muito reconhecida no Brasil, e esse concurso é uma forma de valorizar seus profissionais. Espero ver coisas muito boas diz Brye, chef do restaurante do Hotel Sofitel, em Copacabana.

As inscrições para participação no Sirha Rio são gratuitas e podem ser feitas por profissionais e estudantes das áreas de gastronomia e hotelaria no site www.sirha-rio.com.