Competição Bocuse D'Or reúne jovens cozinheiros no Rio na próxima semana

30/09/2016 | Fonte: O Estado de São Paulo /Online

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

O Rio receberá na próxima quarta-feira (5) mais uma edição do Bocuse D’Or, competição que é considerada a Copa da gastronomia e foi criada na França em 1987 pelo lendário chef Paul Bocuse. Neste ano, as regras mudaram e oito candidatos foram selecionados em cotas regionais, para abranger todo o País, sendo três vagas do Sudeste, duas do Nordeste, uma do Sul, uma do Norte e uma do Centro-Oeste.

São eles: Danilo Nakamura (Presidente Prudente, SP), Felipe Alves Vieira (Sobradinho, DF), Leonardo Modesto de Sousa (Curuca, PA), Luiz Filipe Souza (São Paulo, SP), Marcelo Milani (São Caetano do Sul, SP), Rafael Andrade (Recife, PE), Ricardo Dornelles (Porto Alegre, RS) e Rubens Gonçalo (São Luiz, MA).

No dia da prova, todos deverão apresentar em 2h30 um prato preparado com pernil de cordeiro e servido com três acompanhamentos. Será a mesma receita que eles enviaram meses atrás na ficha de inscrição para a seleção, que é feita às cegas e baseada nas técnicas utilizadas e na harmonia dos ingredientes.

Em sua segunda participação, Luiz Filipe Souza, de 27 anos, escolheu itens como melissa, cidra, cumaru e amburana para compor seu prato. “Não importa se os meus concorrentes sabem ou não o que eu vou cozinhar. A competição é um desafio para você mesmo.”

Há nove anos trabalhando com o italiano Salvatore Loi, de quem hoje é o subchef no Loi, em São Paulo, Luiz Filipe recebeu o apoio do mentor para a competição e há um mês fica fora do serviço em plena hora do jantar para treinar na cozinha de produção três vezes por semana. Segundo ele, o treino faz toda a diferença, mas o emocional conta muito também.

“A prova em si é um desafio mental. No ano passado, eu tive um problema com a minha bisnaga, me desconcentrei. Quando fui montar a bandeja de carne, meu emocional estava completamente abalado. Entreguei o prato no último minuto.”

Giovanna Grossi e Laurent Suaudeau, na Escola Laurent Foto: JF Diorio|Estadão

Rumo à França

Do Rio, sairão quatro ganhadores, que disputarão a final no Rio em 2017, também dentro do Sirha, a feira de negócios responsável pela realização do Bocuse D’Or em todo o mundo e que neste ano acontece de 4 a 6 de outubro no Rio.

Da final em 2017, o vencedor vai para o México disputar a etapa América Latina e, se sair vencedor, vai à Lyon, na França, no ano seguinte, disputar a final mundial.

É na próxima final mundial, em janeiro do ano que vem, que a alagoana Giovanna Grossi, 24 anos, vai disputar o pódio com outros 23 competidores de todo o mundo. Na França, a melhor colocação que o Brasil já teve foi o 10º lugar, em 1997.

Contando com o suporte do chef francês Laurent Suaudeau para os treinos, mas sem patrocínio desde que foi ao México, Giovanna está realizando jantares para arrecadar fundos e bancar a viagem à França. Os custos não incluem só passagem e hospedagem de Giovanna e equipe, mas ainda a compra dos ingredientes para os meses de treino e para o dia da competição.

Filé-mignon com bombom de foie gras criado por Giovanna Grossi Foto: Divulgação

Depois de João Pessoa e Maceió, o próximo jantar acontece no Rio na segunda-feira (3) às 20h (R$ 260 com bebidas), no restaurante Le Bistrot du Cuisinier, do chef francês David Jobert. Em São Paulo, será no hotel Grand Hyatt no dia 20/10, também às 20h (R$ 300 com bebidas).

Neles, Giovanna vai preparar as duas receitas que apresentou para vencer a competição no México, em fevereiro deste ano: filé-mignon em crosta de carvão recheado de anchova e acompanhado de bombom de foie gras com suco de pitanga preta, quiabo com tomate e farofa, além de croquete de mandioquinha recheado com redução de caldo de carne; e filé de tilápia sobre acelga fermentada com flocos do peixe bonito, servido com totem de mandioquinha recheado de farofa de uarini com tucupi, bolinho de banana-da-terra e mandioca empanado com papoula, além de aspic de caldo de peixe com tucupi e jambu sobre tartar de camarão.

Entradas e sobremesas ficarão por conta dos chefs das casas anfitriãs.

Filé de tilápia que Giovanna Grossi apresentou na etapa latina do Bocuse D'Or Foto: Divulgação

SERVIÇO

Sirha Rio

De 4 a 6 de outubro, das 11h às 20h

Riocentro - Av. Salvador Allende, 6.555, Barra da Tijuca

Informações: sirha-rio.com

Jantar com Giovanna no Rio

Dia 3/10, às 20h

Le Bistrot du Cuisinier - Av. Henrique Dumont, 71, Ipanema

Reservas pelo tel. 21 2540-4830

R$ 260 por pessoa (com vinhos)

Jantar com Giovanna em SP

Dia 20/10, às 20h

Hotel Grand Hyatt - Av. Nações Unidas, 13.301, Vila Cordeiro

Reservas pelo tel. 11 3887-0170

R$ 300 por pessoa (com vinhos)