Docente da Faculdade Senac Porto Alegre Ricardo Dornelles vence a seletiva regional do Bocuse d'Or 2016

21/10/2016 | Fonte: G1 /Online

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Ricardo Dornelles, docente da Faculdade Senac Porto Alegre, está entre os quatro melhores chefs do Brasil. Ele disputou a Seletiva Regional Brasileira do Bocuse d’Or na semana passada, durante oSirha - Salão Internacional para profissionais de hotelaria e serviços de alimentação no Brasil, realizado entre os dias 4 e 6 de outubro no Riocentro. Essa etapa contou com oito participantes de todas as regiões do País, sendo que os quatro melhores chefs foram selecionados para disputar a Seletiva Nacional, em 2017.

Cada participante teve 2h30 para preparar um prato com pernil de cordeiro, ingrediente obrigatório no concurso. Na ocasião, Ricardo fez um mosaico de pernil de cordeiro com carvão vegetal, bombom de queijo feta e beterraba, batata bouchon moderna, recheada com purê de batata aerado, flan de couve-flor defumada e molho roti de cordeiro. O chef é o único representante da região Sul do Brasil e irá para a seletiva nacional com mais três representantes do estado de São Paulo: Luiz Filipe de Azevedo e Souza, Marcelo Milani e Danilo Takigawa.

“Temos uma cultura nova no Brasil de competições na área de gastronomia que já é comum e tradicional na França. Acredito que é uma experiência muito importante para o crescimento profissional, pois te desafia constantemente. Faz com que o chef desenvolva novas habilidades. Com certeza o apoio e a expertise da equipe do Senac em outras competições foram fundamentais para a conquista e serão muito importantes para a seletiva nacional no ano que vem”, complementa Ricardo, que ganhou a medalha de Bronze na WorldSkills 2015 – competição internacional realizada em São Paulo.

Dos quatro selecionados da regional do Bocuse d´Or, apenas um chegará à Copa América no México, da qual sairá o representante para o Bocuse d´Or, em 2019, na cidade de Lyon - Paris.

O Bocuse D’Or - Criado em 1987 por Paul Bocuse, o Bocuse d’Or reúne, a cada dois anos, em Lyon, 24 promissores jovens chefs dos cinco continentes. Os finalistas são determinados após dezoito meses de etapas seletivas, em 63 países. Mais que uma mera competição, o Bocuse d’Or é um verdadeiro show de talentos da gastronomia. Considerado inovador desde sua criação, foi o primeiro concurso em que os candidatos preparavam o prato ao vivo, em frente à plateia e aos jurados. Na próxima edição do Sirha Lyon, em 2017, o concurso completará 30 anos.