O extraordinário legado de Paul Bocuse, o Papa da Gastronomia

22/01/2018 | Fonte: Notícias do Dia

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Monsieur Paul escreveu seu nome na história da gastronomia mundial através da sua ousadia e bom gosto.

Neste sábado, 20 de janeiro, o mundo da gastronomia entristeceu-se. Aos 91 anos, morreu Paul Bocuse, um dos criadores da nouvelle cuisine e um dos chefs mais admirados entre seus pares. Papa da Cozinha e Cozinheiro do Século são dois dos muitos títulos que Monsieur Paul acumulou.

Monsieur le Chef Paul Bocuse - Divulgação

Por duas vezes tive a honra de estar com ele em seu restaurante em Lyon, L'Auberge du Pont de Collonges. Em ambas fiquei estupefata quando o grande Chef, meu ídolo, uma de minhas principais inspirações na carreira de cozinheira, me recebeu com um abraço. Na segunda oportunidade Monsieur Paul me levou pelo braço à sua cozinha, onde me apresentou a Christophe Muller, seu chef executivo. Sei que é clichê, mas literalmente foi um sonho realizado.

Para guardar para sempre: o menu autografado pelo grande mestre Bocuse - Luciane Daux

Fez uma carreira consistente e, ainda melhor, foi um empreendedor. Fundador do Institute Paul Bocuse e comandante do Bocuse D’Or, dedicou-se também a compartilhar conhecimento, tendo formado centenas de chefs hoje espalhados pelo mundo, ensinando a excelência da gastronomia.

Uma das maravilhas servidas no restaurante de Paulo Bocuse, em Lyon: Filet de Boeuf Rossini, sauce Périgueux. Foie gras e trufas do Périgueux nessa obra prima. - Luciane Daux/ND

O reconhecimento veio de várias formas, sendo a mais marcante, no mundo gastronômico, as três estrelas no Guia Michelin, honraria alcançada por pouquíssimos chefs.