Já pensou em se hospedar em um contêiner? Conheça o Samba in the Box

27/02/2018 | Fonte: Viagens e Rotas

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

A administradora hoteleira Samba Hotéis apresenta na próxima edição do Sirha, evento internacional de gastronomia e hotelaria, o Samba in the Box, uma concepção pioneira de hotéis econômicos em contêineres. Com esse novo projeto, a rede tem o objetivo de levar ao público e possíveis investidores uma alternativa rápida e criativa para hospitalidade. O Sirha acontece de 14 a 16 de março, no São Paulo Expo.

Em fase final de negociação, o Samba in the Box será construído com módulos de contêineres produzidos especificamente para uso habitacional que, ao contrário dos marítimos, conferem um nível extra de segurança em questões ambientais e de conforto acústico e térmico.

Crédito: Divulgação

Saindo totalmente do convencional, os módulos podem ser montados como blocos de montar infantis, onde as peças se unem instintivamente para formar esse novo conceito de hotel. O Samba in the Box é um modelo com múltiplas possibilidades de instalação e se adapta a diversos tipos de terreno. E se no futuro houver necessidade de reforma, basta substituir o módulo por outro atualizado ou com decoração diferente. Tudo isso a uma velocidade maior, garantindo um retorno de investimento mais rápido do que o que é visto na hotelaria tradicional.

Crédito: Divulgação

Na demonstração do Sirha, o Samba in the Box terá uma montagem real e exclusiva para a imprensa e potenciais clientes. Quem estiver presente vai conferir um hotel de 850 m2, que será dividido em dois pavimentos: o térreo com 550 m² e o superior com 300 m². A decoração será baseada em três padrões distintos para orientar os interessados sobre as opções de hotel que podem adquirir: uma acomodação de padrão mais elevado na suíte máster; decoração standard na suíte padrão; e uma decoração mais econômica no dormitório coletivo, para clientes que gostariam de montar um hostel em contêineres. Os ambientes serão divididos em recepção com lounge bar, academia, um restaurante com cozinha completa e dois auditórios no térreo. No andar superior haverá uma suíte máster, uma suíte padrão, um dormitório coletivo, dois banheiros coletivos e uma área de conferência para a promoção de conversas entre visitantes e fornecedores.

A bandeira Samba in the Box foi criada visando sua comercialização imediata e faz parte da plataforma de expansão da Samba Hotéis pelo Brasil. Entre suas principais vantagens estão o custo de construção, mais enxuto e adaptável; a montagem, que é feita em tempo recorde (uma unidade com 120 quartos fica pronta em 3 meses, aproximadamente), e, o mais importante, sua flexibilidade de acordo com a demanda. Em um hotel de alvenaria convencional, depois de construído, o investidor fica “preso” à demanda local. Em um Samba in the Box, é possível alterar a quantidade de quartos e até o local do empreendimento, de acordo com a demanda real aferida pós construção.

O Samba in the Box é criação da Samba Hotéis em parceria com Eurobras e POKT Design+Arquitetura.

O portal e revista digital Viagens e Rotas respeita a apuração do conteúdo de matérias e notas aqui publicadas para o leitor desse site com ética e profissionalismo. Leia os Termos e Condições

Procurando por uma hospedagem? Pesquisa no Booking.com, melhor custo benefício, sem adicional de taxas,melhores preços e alguns ainda contam com cancelamentos grátis.

Planeje sua viagem com a gente:

•Reserve seu hotel

•Seguro Viagem

•Ingresso para atrações em todo o mundo

•Chips para celular

•Alugue um carro

•Pesquisa passagem aérea barata

Faça sua reserva pelos links parceiros acima e ajude na monetização do Viagens e Rotas. Nós ganhamos uma pequena comissão e você não paga nenhuma taxa extra por isso.

Por fim, os textos e fotos de autoria dos repórteres e colaborados da revista digital Viagens e Rotas são protegidos pela Lei do Direito Autoral 9.610 de 19/02/1998, não poderão ser copiados de forma integral ou parcial sem prévia autorização.

Os textos de divulgação de assessorias de imprensa, conhecidos como releases, estão creditados como “Divulgação” e poderão ser extraídos sem problema algum.