O Salmão Selvagem Sockeye do Alasca será a estrela do concurso gastronômico Bocuse d’Or

12/03/2018 | Fonte: Boat Chef

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Share on Facebook

Tweet on Twitter

Entre 14 e 16 de março o São Paulo Expo será palco da terceira edição do Sirha – Salon international de la restauration, de l’hôtellerie et de l’alimentation, principal evento internacional para profissionais de foodservice e hotelaria.

A Alaska Seafood Marketing Institute (ASMI), agência governamental de promoção dos peixes selvagens do Alasca, é patrocinadora Gold do Bocuse D’or, importante concurso gastronômico que acontece durante o evento. Dentre os peixes do Alasca, o Salmão Selvagem Sockeye será uma das proteínas preparadas e servidas na final do Bocuse d’Or. O concurso contará com o superestrelado chef francês Daniel Boulud na presidência do júri. “Esperamos que a feira e o concurso nos tragam a oportunidade de contar para toda cadeia de foodservice, desde os mais experientes aos talentos da nova geração, um pouco mais sobre as variedades, a qualidade e os benefícios dos peixes selvagens, naturais e sustentáveis do Alasca”, diz Carolina Nascimento, da ASMI no Brasil.

No evento, chefs, restauranteurs e profissionais do setor poderão conferir no stand da ASMI tudo sobre os peixes selvagens do Alasca, considerados iguarias na culinária de todo o mundo. Com expectativa de reunir 15 mil pessoas durante os três dias, além de 250 expositores e marcas brasileiras e internacionais, o Sirha oferece uma programação tão diversificada que atrai profissionais do setor que querem ter acesso ao conteúdo, às inovações tecnológicas, concursos, aulas e degustações.

Peixes Selvagens, Naturais e Sustentáveis

O estado do Alasca situa-se a milhares de milhas de distância dos grandes centros urbanos e industriais. Por ser um lar abundante de muitas espécies de peixes e frutos do mar, instituições estaduais e federais se preocupam em preservar o meio ambiente e garantir uma gestão produtiva, sustentável, limpa e saudável da pesca na região, estabelecendo e fiscalizando cotas rigorosas de pesca, de acordo com acompanhamento de biólogos. Conhecido mundialmente pelo processo de pesca sustentável, no Alasca a proibição da criação de peixes foi determinada pela Constituição do Estado ainda na década de 1950, fazendo com que todos os peixes nativos sejam selvagens. A atividade pesqueira no Alasca emprega tecnologias que permitem a limpeza e o congelamento dos peixes em barcos-fábrica, ainda em alto mar, poucas horas após a pesca, preservando assim, todas as propriedades e o frescor dos produtos.

Sirha – 14 a 16 de março no Centro de Exposições Imigrantes – Rodovia dos Imigrantes Km1,5 – Stand C28. Das 11h às 20h, sirha-saopaulo.com