Jantar para o chef francês Daniel Boulud, em SP

14/03/2018 | Fonte: Lu Lacerda

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

“Bocuse d’Or”: na primeira foto, Thomas Troisgros com Daniel Boulud; na segunda, Rafael Barros, que preside o comitê da Coupe du Monde de la Pâtiisserie (Copa do Mundo da confeitaria) e o francês Régis Ferey, chef pâtissier dos presidentes da França por 14 anos; na terceira, o chef Felipe Bronze, Marie Odille Fondeur, diretora mundial do Sirha, e Vânia Tavares, diretora da Fagga /Fotos: Alê Virgilio

Quem sabe e admite que o deleite da gastronomia é o segundo maior prazer desta vida, certamente já ouviu falar em Daniel Boulud – o chef francês à frente de um império de restaurantes e dono de várias estrelas Michelin. Ele está no Brasil como presidente de honra do júri da etapa brasileira do Bocuse d’Or – a copa do mundo da alta gastronomia -, que vai acontecer em São Paulo, desta quarta-feira até 16 de março, durante o Sirha (Salon international de la restauration, de l’hôtellerie et de l’alimentation). Nessa terça-feira (13/03), os organizadores prepararam um jantar de boas-vindas ao chef no Figueira Rubayat. Boulud, fã da cozinha brasileira, escolheu um de seus pratos favoritos: a moqueca (acompanhada de caipirinha de maracujá – uma boa combinação?). Também estiveram por lá os chefs cariocas Felipe Bronze e Thomas Troisgros, Marie Odille Fondeur, diretora mundial do Sirha, o francês Régis Ferey, chef pâtissier dos presidentes da França por 14 anos; e Rafael de Barros, que preside o comitê da “Copa do Mundo” da confeitaria São esperadas, no Sirha, 15 mil pessoas durante os três dias de evento, com 250 expositores de marcas brasileiras e internacionais.