2º dia do SIRHA teve como destaque a confeitaria

16/03/2018 | Fonte: Revista Hotéis

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

O segundo dia da versão brasileira do maior evento de hotelaria e food service do mundo, o Sirha São Paulo, que aconteceu ontem, 15 de março, teve como uma das principais atrações a confeitaria, onde a etapa nacional da Coupe du Monde de la Pâtisserie – Copa do mundo da confeitaria – brilhou e cativou o público.

O tema que permeou toda a competição foi “Floresta Encantada”, onde os competidores – dois em cada categoria – tiveram seis horas para completar provas com foco em açúcar ou chocolate.

A cadeira de honra do júri foi ocupada pelo francês Régis Ferey, um dos maiores nomes da pâtisserie mundial. “O mundo da gastronomia é muito pequeno, e são encontros como esses que permitem a troca de conhecimento. Por isso, é muito importante apoiar os jovens confeiteiros. Meu conselho para hoje é que tenham autoconfiança! ”, disse o chef, que revelou estar acompanhando de perto a crescente evolução da confeitaria brasileira.

O júri – composto também pelos chefs confeiteiros Lucas Corazza, Anna Paula Rezende, Amanda Selbach, Fábio Yamada, Lucas Liberatore, Cristina Bonadio e Edmara Ângelo – escolheu os vencedores de cada modalidade: as entremets de sorvete e a escultura de açúcar de Marcone Calazans o fizeram campeão da categoria açúcar. Já Letícia Cruz, com suas dez sobremesas empratadas e sua escultura de chocolate, foi a vencedora da categoria chocolates. A dupla agora irá prosseguir no concurso rumo à Copa Maya, no México, no próximo mês.

Candidatos classificados

Letícia Cruz (Rio de Janeiro – RJ) – Categoria Chocolate

Leticia Cruz iniciou sua caminhada na área de gastronomia em 2011 na Universidade Anhembi Morumbi. Em São Paulo, trabalhou com o chef Fabrice Le Nud na Patisserie Douce France, onde se encantou por essa arte. Em 2014 fez um curso intensivo de confeitaria no Instituto Superior Mariano Moreno, em Buenos Aires. Ao retornar ao Brasil, foi trabalhar no Hotel Sofitel, em Copacabana, onde está até hoje. Além da equipe do chef da confeitaria Ariel Lettieri, passou também pelo Le Pré Catelan, sob o comando do chef Roland Villard. Atualmente faz parte da equipe do chef Philippe Brye.

Marcone Calazans (São Paulo – SP) – Categoria Açúcar

Marcone começou na carreira com apenas 12 anos, de forma despretensiosa, ajudando os pais, que tinham uma mini panificação. Se apaixonou pelo ofício e começou a aprender todas as bases, a conhecer chefs e pessoas envolvidas. Sua formação técnica é de subchef de cozinha, o que permitiu que conhecesse outras áreas do ofício. Atualmente é chef confeiteiro do Club Atlético Paulistano. Participa de concursos desde 2010 e em sua primeira competição ganhou segundo lugar do Campeonato Nacional de Gelateria, que no ano seguinte ficou em 1º lugar. Já participou também da seletiva continental da Coupe du Monde de la Pâtisserie em 2014 e em 2015 foi um dos escolhidos para representar o Brasil na final mundial do concurso, no Sirha Lyon 2017.