SIRHA RIO ANUNCIA CRESCIMENTO PARA SUA SEGUNDA EDIÇÃO

19/05/2016

• Bocuse d’Or e Coupe du Monde de la Pâtisserie terão participantes de todas as regiões do Brasil.
• Thomas Troisgros estará à frente do Bocuse d’Or Brasil. Concurso contará com Normand Laprise no júri.
• Versão brasileira da maior feira de gastronomia, food service e hotelaria do mundo acontece de 4 a 6 de outubro, no Riocentro. Estão previstos 270 expositores e marcas e um público de 12 mil pessoas.

O Sirha Rio, o evento internacional para profissionais de food service e hotelaria no Brasil, produzido pela Fagga | GL events Exhibitions, anuncia sua segunda edição no Rio de Janeiro com novidades. 

A primeira se refere ao local: o crescimento levou o salão para o Riocentro, centro de convenções na Barra da Tijuca, onde acontecerá de 4 a 6 de outubro de 2016. Lá serão apresentados os mais novos lançamentos no setor de food service, concursos gastronômicos com reconhecimento internacional, chefs renomados brasileiros e estrangeiros, palestras, entre outros eventos. 

Os concursos de alta gastronomia e confeitaria que acontecem durante o Sirha - Bocuse d’Or e Coupe du Monde de la Pâtisserie - agora terão seletivas regionais, com pelo menos um participante de cada região do país. A novidade foi uma forma de homenagear a gastronomia tão diversa do Brasil. 

Para o Bocuse d´Or, entra em cena o jovem chef carioca Thomas Troisgros, que assume a presidência técnica do concurso, ao lado de Laurent Suaudeau. O chef franco-canadense Normand Laprise chega para dar ainda mais peso ao júri.

“Quando o Laurent me convidou para participar dessa empreitada, aceitei prontamente. 
É uma honra. Estamos na missão de agitar a juventude da gastronomia brasileira”, conta Thomas. 

A Coupe du Monde de La Pâtisserie tem como presidentes técnicos o chef francês Philippe Brye e Flávia Quaresma, que esperam neste ano ainda mais inovações e criatividade entre sobremesas e esculturas de chocolate e açúcar. 

O chef Claude Troisgros é o Presidente do Sirha Rio. 

A expectativa da Fagga | GL events Exhibitions é um crescimento de 60% na área de exposição, em visitação são 30% em relação à primeira edição, totalizando 270 marcas expositoras e 12 mil visitantes durante os três dias. Em 2015, foram 170 expositores e marcas e um público de 9.436 pessoas.  

O evento se dividirá entre a área de expositores; os concursos; o auditório - que incluirá a programação do Mesa ao Vivo, “reality show editorial” da revista Prazeres da Mesa, além de outros seminários; e a área de animação 

Vânia Tavares, diretora da Fagga, acredita que num evento desse porte a satisfação dos expositores se mede através do volume de negócios movimentado ao longo da feira: “Estamos felizes em conseguir promover um evento 100% business to business, principalmente pela qualidade do público que esperamos receber. É uma oportunidade para pessoas focadas no mercado, genuinamente interessadas em acompanhar as tendências do segmento”.

Bocuse d’Or e Coupe du Monde de la Pâtisserie – Brasil entre os melhores do mundo  
Nessa seletiva regional, cada concurso terá oito candidatos. Destes, quatro serão escolhidos para a seletiva nacional, na próxima edição do evento. As inscrições estarão abertas a partir de junho através do www.sirha-rio.com.  

Philipe Brye e Flávia Quaresma comandam os candidatos da Coupe du Monde de la Pâtisserie, que concorrerão nas categorias chocolate e açúcar (quatro candidatos de cada categoria. O concurso será no primeiro dia de Sirha Rio, 4 de outubro. 

“É muito importante para o mercado da confeitaria poder contar com um concurso desse porte no Brasil. Nosso objetivo é levar esta parte da gastronomia a uma categoria artística. Estamos caminhando a passos lentos, mas no caminho certo”, observa Flavia Quaresma. 

Já no Bocuse d’Or, Thomas Troisgros chega para trazer jovialidade e integrar os chefs de todo o Brasil no concurso, ao lado de Laurent Suaudeau. Um júri de peso avaliará os oito candidatos, incluindo um chef internacional: o franco-canadense Normand Laprise. Os chefs concorrentes cozinharão no segundo dia do evento, 5 de outubro. 

Vencedores do ano passado estão na final mundial de Lyon 2017
Três jovens chefs brasileiros revelados durante a primeira edição do Sirha Rio estão dando grandes passos em suas carreias internacionais. Giovanna Grossi, de 24 anos, foi a vencedora da etapa nacional do Bocuse d’Or. A partir daí, ela obteve a primeira colocação na seletiva continental, que aconteceu durante o Sirha México em fevereiro deste ano, ao lado de outros nove países da América Latina. Nas palavras do chef Gastón Acurio, presidente do júri, Giovanna foi escolhida “por seu lindo trabalho”. A alagoana será a primeira mulher brasileira na final mundial do concurso, onde competirá com os melhores chefs de outros 23 países, no Sirha Lyon 2017. Ela segue totalmente focada no concurso, sendo preparada pelo chef e mentor Laurent Suaudeau. 

Já Abner Ivan e Marcone Calazans traçam caminho parecido, mas dedicados aos doces. Os dois competiram em categorias diferentes na etapa nacional da Coupe du Monde de la Pâtisserie. Abner foi o vencedor na categoria chocolate, Marcone, no açúcar. Juntos competiram em dupla na seletiva continental, também no Sirha México. E eles também seguem para a final mundial no Sirha Lyon 2017, contando ainda com Fernando Oliveira, novo membro do time especializado em esculturas de gelo. 

Mesa ao Vivo
O maior evento de enogastronomia do país, o Mesa ao Vivo, faz parte da programação do Sirha Rio e acontecerá nos dias 4 e 5 de outubro. Criado há doze anos pela revista Prazeres da Mesa, é estruturado como um “reality show editorial”. 

O público — constituído de estudantes de gastronomia, chefs de cozinha, sommelièrs, micros, pequenos e grandes empresários de produtos gastronômicos e donos de bares e restaurantes — vai atuar na confecção de um número da revista Prazeres da Mesa, participando de aulas e degustações que serão os temas da edição. Os participantes assistirão produtoras, repórteres e fotógrafos da equipe da revista em ação, trabalhando a partir de uma redação montada no local. 

Área de Pequenos Produtores Brasileiros
O Sebrae, patrocinador máster do Sirha, novamente terá uma área especial para destacar a riqueza dos pequenos produtores brasileiros. Grande sucesso na primeira edição, será mais uma oportunidade para descobrir produtos raros e exclusivos de diferentes regiões do país. O Sebrae selecionou 15 estados e busca aumentar a conscientização da importância dos alimentos orgânicos e sustentáveis, tema em alta no mundo inteiro.

Instituições envolvidas
O Sirha Rio conta com apoio de grandes associações das indústrias de gastronomia e hotelaria. Entre elas estão SINDRIO (Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes), CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hoteis), ABRACOHR (Associação Brasileira de Compradores para Hotéis e Restaurantes), ABS (Associação Brasileira de Sommeliers), ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). 

Sobre o Sirha
O Sirha é hoje o evento de referência do setor de gastronomia e hotelaria na Europa e no mundo, reunindo a cada dois anos cerca de 189 mil profissionais do setor e 3045 expositores e marcas internacionais na cidade francesa de Lyon. Desde seu lançamento em 1983, dedica-se a levar soluções e inspiração, e apresentar e discutir tendências com profissionais de mercado que estão concebendo o futuro dos serviços de alimentação. 

Como parte de seu desenvolvimento internacional, após Sirha Genebra, Sirha Budapest, Sirha Istambul e Sirha México, foi lançado o Sirha Rio, o primeiro evento do porte a ser realizado no Brasil. Em 2016 terá sua segunda edição, de 4 a 6 de outubro no Riocentro. 

O grupo GL events, líder mundial no setor de eventos, é o responsável por trazer o Sirha ao Brasil através de seu braço local, a Fagga. 

EM 2015 em Lyon, o Sirha teve a presença de mais de 19 mil chefs, em 130 mil m² de pavilhão, com 3.045 expositores e marcas e mais de 189 mil visitantes profissionais vindos do mundo inteiro. A próxima edição será de 24 a 27 de janeiro de 2017. 

Sobre o Riocentro
O Riocentro ganha nesse ano mais um pavilhão que se tornará um anfiteatro com arquitetura até então inédita no Rio de Janeiro.  Com 7,2 mil m² e pé direito de 15 metros, o anfiteatro está preparado para receber até 10 mil pessoas. Inicialmente destinado às competições de boxe olímpico, o novo espaço constitui um importante legado dos jogos que ficará integrado ao pavilhão 5 e ao Grand Mercure Riocentro, oferecendo um novo equipamento para a cidade. Preparado para abrigar, além de competições esportivas, eventos culturais, espetáculos diversos e congressos, o anfiteatro poderá receber variados formatos de eventos, dada sua versatilidade. 
 
O Riocentro, com mais de 500 mil m² dos quais aproximadamente 98 mil m² de área construída, oferece também opções de alta gastronomia no Grand Mercure Riocentro - com os restaurantes Brisa Restô, de comida internacional no primeiro piso, e o Í Bistrô, comandando pela chef Morena Leite, na cobertura. 
 
O complexo conta ainda com o Riocentro Estúdios, que reúne em um moderno estúdio a infraestrutura adequada para gravações audiovisuais; e o Riocentro Offices, conjunto de escritórios que tem uma unidade do colégio QI e terá uma academia ainda em 2016. Entre as comodidades, o centro de convenções dispõe de heliponto e estacionamento para sete mil veículos. 

Sob a gestão do grupo francês GL events desde 2006, o Riocentro recebeu investimentos de R$ 450 milhões destinados à transformação do espaço neste grande complexo. Todas as áreas foram modernizadas, climatizadas, reformadas e equipadas para atender a toda demanda de eventos e negócios.

Sobre o Grand Mercure Rio de Janeiro
Inaugurado em junho de 2015, o Hotel Grand Mercure Rio de Janeiro, localizado no Riocentro, é um investimento da GL events no Brasil, braço da multinacional francesa GL events, e surgiu para ser uma referência no mercado hoteleiro em hospitalidade e conforto, seguindo o padrão internacional da rede Accor. Com serviço cinco estrelas, o empreendimento foi construído no Riocentro, o mais completo centro de convenções da América Latina, com o objetivo de torná-lo mais completo e receptivo para quem participa das feiras e eventos nos pavilhões, além de atender a uma demanda cada vez maior no turismo local, principalmente o de negócios.
 
O projeto arquitetônico é assinado pelo francês Jean Michel Wilmotte, que tem em seu portfólio grandes obras como o Palais de la Mutualité, em Paris, Allianz Riviera, em Nice (França) e o Nuova Gestione Sportiva, o novo prédio da Ferrari, em Maranello-Fiorano (Itália). Um de seus diferenciais está na localização. O hotel fica próximo às melhores praias da região (Barra, Recreio, Grumari, Reserva etc), ao bairro de Jacarepaguá, à Linha Amarela e ao futuro Parque Olímpico, sendo uma das melhores opções do setor hoteleiro durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.